Voltar

Qual a vantagem do marketing de conteúdo para clínicas odontológica?

Notícias | por: sinimplante

Cerca de 90% dos consumidores pesquisa na internet sobre produtos e serviços antes de finalizar a compra, segundo dados do SPC Brasil. O marketing de conteúdo é uma ferramenta poderosa para tornar o consultório ou a clínica odontológica conhecida, presente no meio digital, criar uma imagem positiva, trazer novos clientes e até fidelizar os atuais. Continue a leitura para entender como usar o marketing de conteúdo para clínicas odontológicas.

O que é o marketing de conteúdo?

O marketing de conteúdo já foi adotado por cerca de 71% das empresas como estratégia de negócios. Ele se baseia na elaboração de vários tipos de conteúdo, como artigos, e-books, infográficos e vídeos, para publicação em blogs e redes sociais para informar, ensinar e engajar clientes e possíveis clientes. Dessa forma, você consegue criar uma percepção positiva da clínica, interesse pelos serviços oferecidos e lembrança na hora da busca por um tratamento, tornando-se uma referência na área.

Marketing de conteúdo para dentistas: como utilizar?

Para traçar uma estratégia de marketing de conteúdo para clínicas odontológicas, seu negócio precisa ter algumas plataformas digitais:

  • Site – deve possuir uma área para postagem dos conteúdos, como um blog;
  • Redes sociais – como Facebook e Instagram;

Todo o conteúdo produzido deve ser voltado para questões de odontologia que possam interessar aos pacientes e possíveis pacientes. Isso ajuda tanto a fidelizar quem já recorreu aos serviços do consultório ou da clínica odontológica quanto a fazer quem não conhece saber da existência. Assim, o consumidor passa a associar valores positivos a você, uma vez que está tendo acesso a uma série de informações interessantes por seu intermédio sem pagar coisa alguma por isso.

Então, para planejar o que produzir, pense em questões como:

  • Quais são as principais dúvidas dos pacientes quanto aos cuidados com os dentes?
  • Quais procedimentos poderiam interessar a possíveis pacientes?
  • Quais cuidados os pacientes devem adotar para ter a uma recuperação melhor após um tratamento?

Vantagens do marketing de conteúdo para clínica ou consultório odontológico

Educar o paciente – faça conteúdos educativos e úteis sobre dúvidas referentes aos tratamentos e a saúde bucal. Você pode dar informações confiáveis aos pacientes e que eles possam colocar em prática no dia a dia.

Construir autoridade – quanto mais qualificados, aprofundados e informativos forem seus conteúdos, mais você demonstra conhecimento na sua área de atuação, por exemplo, periodontia ou implantodontia.

Aparecer nas primeiras páginas do Google – você pode conquistar uma boa posição nos resultados de busca do Google ao usar técnicas de marketing de conteúdo adequadas. O uso correto de palavras-chaves, por exemplo, é uma forma de conseguir ser bem ranqueado nas buscas. Isso aumenta as chances que um paciente encontre o conteúdo que você publicou e entre em contato.

Tornar-se referência – ao criar e compartilhar conteúdos sobre a odontologia que não tenham como objetivo a venda de serviços, você agrega valor à sua clínica, ganha destaque e será lembrado como uma fonte de confiança.

Fidelizar pacientes – publicando frequentemente no seu blog e usando as redes sociais para divulgação, você mantém um contato próximo com os pacientes. Para eles é mais vantajoso se consultar com um dentista que, mesmo sem estar em atendimento, busca manter um relacionamento próximo.

Diferenciar-se no mercado – nem todos os consultórios ou clínicas odontológicas exploram ou conhecem o potencial do marketing de conteúdo. Optar por essa estratégia pode significar um diferencial dentro do mercado da odontologia e fazer com que o negócio cresça.

É importante lembrar que a estratégia de marketing de conteúdo deve respeitar o Código de Ética Odontológico, o qual possui regras sobre as propagandas. O código proíbe a divulgação de imagens de “antes e depois” de tratamentos e a venda de serviços odontológicos por telemarketing, por exemplo.

Veja também

Postado em 29 de outubro de 2018 as 09:44

por sinimplante em Notícias, em Planejamento e Gestão

POR SINIMPLANTE

NEWSLETTER