Voltar

Exames de imagem para implante, conheça os mais recomendados

Temas Técnicos | por: sinimplante

Os exames de imagem para implantes permitem a análise da estrutura óssea intraoral do paciente, dando uma perspectiva mais segura da alocação e de qual tipo de implante deve ser utilizado. Continue a leitura para saber quais são os quatro exames mais recomendados.

Radiografia panorâmica – é um exame para a avaliação inicial. Possibilita a análise das principais estruturas bucais em uma só imagem, abrangendo o maxilar superior e inferior e algumas estruturas anatómicas próximas, como os seios maxilares e as articulações entre a mandíbula e o crânio (ATM). Por apresentar distorções na imagem, é recomendado o uso de um guia radiográfico, o que viabiliza a análise mesmo com a deformação no resultado.

Radiografia periapical – permite a avaliação da anatomia de forma mais detalhada de uma área, indo desde a coroa até o final da raiz, assim como o entorno de um ou mais dentes. É indicada na avaliação anatômica dos locais que irão receber os implantes, como a avaliação da qualidade óssea da arcada. O raio-X periapical é utilizado, também, no pós-operatório para avaliar a osseointegração do implante e saber se há alguma doença periodontal envolvida.

Tomografia computadorizada – este exame de imagem para implante gera imagens 3D da estrutura intraoral do paciente, indicando, com exatidão, a espessura e altura óssea do maxilar. Com isso, o implantodontista é capaz de planejar o tamanho e posicionamento do implante mais adequado às necessidades do paciente. Ele garante um melhor resultado no tratamento de implante e uma menor margem de erro.

Tomografia Cone Beam – conhecida também como tomografia computadorizada volumétrica, projeta diversos ângulos da região intraoral do paciente. Ela mostra fraturas radiculares, o nervo alveolar inferior, o nível de inserção e perda óssea e outras estruturas anatômicas importantes para realizar o planejamento cirúrgico. Tudo isso faz com que seja importante considerar esse exame de imagem para implante.

Veja também

Postado em 30 de novembro de 2018 as 16:06

por sinimplante em Temas Técnicos

POR SINIMPLANTE

Categorias

NEWSLETTER